Informação

Este blog tem a modesta pretensão de divulgar somente orações CATÓLICAS, conforme a Santa Tradição da Igreja. Pedimos a caridade de nos informar eventual erro de digitação e/ou tradução, ou link quebrado (vejam o formulário no menu lateral). Gratos.

Pedido

"Aproveitemos o tempo para santificação nossa e dos nossos parentes e amigos. Solicitam orações, que estaremos rezando juntos, em união de orações aos Sagrados Corações."

.


"Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém."

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Exorcismo de São Miguel Arcanjo

Oratio ad Sanctum Michael

Publicado por ordem de sua Santidade, o Papa Leão XIII, em 1884, para uso público e privado, por parte de sacerdotes e leigos:

EXORCISMO CONTRA SATANÁS E OS ANJOS REBELDES

(forma completa)

Publicado por ordem de Sua Santidade o Papa Leão XIII



clique para ver mais imagens

Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Salmo 67
Levante-se Deus e sejam dispersos seus inimigos e fujam de sua presença os que o odeiam.Como se dissipa o fumo, se dissipem eles; como se derrete a cera diante do fogo, assim perecerão os ímpios diante de Deus.

Salmo 34
Senhor, peleja contra os que me atacam; combate aos que lutam contra mim.
Sofram uma derrota e caiam envergonhados os que me perseguem à morte.
Virem as costas cheios de opróbio os que maquinam minha perdição.
Sejam como pó diante do vento, quando o Anjo do Senhor vier acossá-los.
Seja seu caminho tenebroso e escorregadio, quando o Anjo do Senhor os derrote.
Porque sem motivo me armaram redes de morte, sem razão cavaram para mim um fosso mortal.
Que os surpreenda um desastre imprevisto; que os apanhe a rede que para mim esconderam; que caiam no mesmo fosso que para mim abriram. Minha alma se alegra com o Senhor e gozará de sua salvação.
Glória ao Padre, ao Filho, e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, pelos séculos dos séculos. Amém.

Oratio ad Sanctum Michael
Gloriosíssimo Príncipe da Milícia Celestial, São Miguel Arcanjo, defendei-nos na luta que temos combatido “contra os principados e potestades, contra os chefes deste mundo tenebroso, contra os espíritos malignos espalhados pelos ares”. Vinde em auxílio dos homens que Deus criou incorruptíveis à sua imagem e semelhança, e a tão “grande preço resgatados” da tirania do demônio. Com os exércitos dos Anjos bons pelejas hoje os combates do Senhor, como outrora lutaste contra Lúcifer, chefe da soberba, e contra seus anjos apóstatas. Eles não puderam vencer e perderam seu lugar no Céu. “Foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente e denominado diabo e satanás, o sedutor do universo: foi precipitado na terra e com ele foram lançados seus anjos” (Apóc. 12,8-9).

Eis que o antigo inimigo e homicida tem se erguido com impetuosidade. Transfigurado em “anjo de luz” (II Cor. 11,14), com a escolta de todos os espíritos malignos, cerca e invade a terra inteira, e se instala em todo lugar, com o desígnio de apagar ali o Nome de Deus e de Seu Cristo, de roubar as almas destinadas à coroa da Glória Eterna, de destruí-las e perdê-las para sempre. Como o mais imundo torrente, o maligno dragão derramou sobre os homens de mente depravada e de corrompido coração, o veneno de sua maldade: o espírito da mentira, da impiedade e da blasfêmia; e letal sopro da luxuria, de todos os vícios e iniquidades.

Os mais astutos inimigos encheram de amargura a Igreja, esposa do Cordeiro Imaculado, lhe deram de beber absinto, puseram suas mãos ímpias sobre tudo o que para Ela é mais querido. Onde foram estabelecidas a Sé de São Pedro e a Cátedra da Verdade como luz para as nações, eles erigiram o trono da abominação da iniquidade, de sorte que, golpeado o Pastor, possa dispersar-se o rebanho.

Ó invencível campeão, ajuda ao povo de Deus contra a perversidade dos espíritos que o atacam e dá-lhe a vitória. Amém. Indulgência de 500 dias (Leão XIII, Motu Proprio, 25 de setembro de 1.888; S. P. Ap., 4 de maio de 1.934). Acta Sancta Sedis 23 (ASS 23 – 1890-91) – pág. 743 a 746. A Igreja te venera como seu guardião e patrono, se gloria que Tu és seu defensor contra os poderes nocivos terrestres e infernais; Deus te confiou as almas dos redimidos para coloca-los no estado da suprema felicidade. Rogue ao Deus da paz que esmague o demônio debaixo de nossos pés, para que não possa mais manter cativos os homens e prejudicar a Tua Igreja. Ofereça nossas orações ao Altíssimo, para que o quanto antes desçam sobre nós as misericórdias do Senhor (Salmo 78,8), e sujeita ao dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e, uma vez acorrentado, precipita-o no abismo, para que nunca mais possa seduzir as nações (Apóc. 20). Depois disso, confiantes em tua proteção e patrocínio, com o ministério sagrado de nossa autoridade [Se recitado por um leigo ou um clérigo que ainda não tomou a ordem de exorcista, ele pode dizer: com a sagrada autoridade da Santa Madre Igreja], nos dispomos a repelir os ataques dos enganos diabólicos, confiantes e seguros no Nome de Jesus Cristo, Nosso Deus e Senhor.

V. Eis aqui a Cruz do Senhor, fugi poderes inimigos!
R. Venceu o Leão da tribo de Judá, o descendente de Davi.
V. Que a Vossa misericórdia, Senhor, seja sobre nós.
R. Como nós esperamos em Vós.
V. Senhor, escutai nossa oração.
R. E chegue a Vós nosso clamor.
 Se houver pelo menos um diácono adicionar o seguinte:
V. O Senhor esteja convosco.
R. E com teu espírito.

Oremos: Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, invocamos Vosso santo Nome e suplicantes imploramos Vossa clemencia, para que, pela intercessão da Imaculada sempre Virgem Maria Mãe de deus, do Arcanjo São Miguel, de São José Esposo da Santíssima Virgem, dos santos Apóstolos Pedro e Paulo e de todos os Santos, Vos dignais nos ajudar contra Satanás e todos os outros espíritos imundos que vagueiam pelo mundo para prejudicar o gênero humano e para a perdição das almas. Amém.

Exorcismo


Te exorcizamos todo espírito maligno, poder satânico, ataque do infernal adversário, legião, concentração e seita diabólica, no nome e virtude de Nosso Senhor Jesus+Cristo, para que saia e fuja da Igreja de Deus, das almas criadas à imagem de Deus e redimidas pelo precioso Sangue do Divino Cordeiro+. A partir dai, não ouse, perfidíssima serpente, enganar o gênero humano, perseguir a Igreja de Deus, sacudir os eleitos e a peneirá-los como o trigo+. To ordena Deus Altíssimo, a quem em tua insolente soberba ainda pretendes assemelhar-te, “o qual quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade” (II Tim. 2). To ordena Deus Pai +; to ordena Deus Filho+; to ordena Deus Espírito Santo+. To ordena a majestade de Cristo, o Verbo eterno de Deus feito homem, quem, para salvar a estirpe perdida por tua inveja, “se humilhou a si mesmo feito obediente até a morte” (Fil. 2); o qual edificou sua Igreja sobre rocha firme, e revelou que as “portas do inferno nunca prevaleceriam contra ela, Ele mesmo haveria de permanecer com ela todos os dias até o fim dos tempos” (Mat. 28,20). To ordenam o santo sinal da Cruz e a virtude de todos os Mistérios da fé cristã+. To ordena a excelsa Mãe de Deus, a Virgem Maria, quem, com sua humildade, desde o primeiro instante de sua Imaculada Conceição esmagou tua orgulhosa cabeça+.

V. Senhor, escutai nossa oração.
R. E chegue a Vós nosso clamor.
 Se houver pelo menos um diácono adicionar o seguinte:
V. O Senhor esteja convosco.
R. E com teu espírito.

Oremos: Deus do Céu e da terra, Deus dos Anjos, Deus dos Arcanjos, Deus dos Patriarcas, Deus dos Profetas, Deus dos Apóstolos, Deus dos Mártires, Deus dos Confessores, Deus das Virgens, Deus que tem o poder de dar a vida depois da morte, o descanso depois do trabalho, porque não há outro Deus além de Ti, nem pode haver outros se não Tu mesmo, Criador de tudo que é visível e invisível, cujo reino não terá fim: humildemente te suplicamos que Vossa gloriosa Majestade se digne nos livrar eficazmente e nos guardar de todo poder, laço, mentira e maldade dos espíritos infernais. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

V. Das emboscadas do demônio,
R. Livrai-nos Senhor.
V. Dignai-vos conceder à Vossa Igreja a segurança e a liberdade para Vos servir.
R. Nós Vos suplicamos, ouvi-nos Senhor.
V. Dignai-vos humilhar os inimigos da Vossa Igreja.
R. Nós Vos suplicamos, ouvi-nos Senhor.

(Aspergir com água benta as pessoas e o lugar)

Senhor, não lembrai de nossos delitos nem os de nossos pais, nem tomai vingança de nossos pecados (Tobias, 3, 3).

Pai Nosso...

Fonte
Tradução: Giulia d'Amore.


SOBRE SÃO MIGUEL ARCANJO


_

domingo, 25 de setembro de 2011

Ato de contrição e bom proposito

ATO DE CONTRIÇÃO E BOM PROPÓSITO


Ato de Contrição
Senhor meu Jesus Cristo, Deus e homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e dignode ser amado sobre todas as coisas, e porque vos amo e estimo, pesa-me, Senhor, de todo o meu coração de vos Ter ofendido; pesa-me também de ter perdido o céu e merecido o inferno; e proponho firmemente, ajudado com os auxílios de vossa divina graça, emendar-me e nunca mais vos tornar a ofender. Espero alcançar o perdão de minhas culpas pela vossa infinita misericórdia. Amen.

A Deus Pai
Meu Deus e Pai, reconheço o triste estado de minha alma. Que grande mal tenho feito em vossa divina presença? Pequei, Senhor, pequei muitas vezes; já não tenho paz, porque os meus pecados falam contra mim. Meu Pai celestial, quanto fui ingrato! Já não sou digno de ser chamado vosso filho. Vós sabeis tudo, penetrais o fundo do meu culpado coração. Sois santo, tendes ódio infinito aos pecados. Oh! Quanto me tornei abominável aos vossos olhos por minha culpa, minha culpa, minha tão grande culpa!

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Novena aos Santos Anjos da Guarda

O dia 02 de outubro foi fixado em 1670, pelo Papa Clemente X, para celebrar separadamente o nosso Santo Anjo da Guarda. E para ele a Igreja ditou uma das mais belas orações que diz: "Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, já que a ti me confiou a Piedade Divina, sempre me rege, me guarda, me governa e ilumina, agora e sempre. Assim seja". 





Novena aos Santos Anjos da Guarda

23 de setembro a 1 de outubro



Invocação do Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo de vosso amor.
Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
E renovareis a face da Terra.
Oremos: Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação.
Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Invocações
Oh! Santos Anjos da Guarda, nossos fidelíssimos companheiros, que a providência de Deus nos deu para amparar-nos, proteger-nos e defender-nos; muitas graças vos damos por nos haverdes livrado de tantos perigos da alma e do corpo, e favorecido com tantos benefícios, que não podemos conhecer nem numerar. Talvez desde há muito fora o inferno a nossa habitação, se com a força de vossa intercessão não tivésseis desviado o golpe que a divina justiça estava prestes a descarregar sobre nós, mas nos esforçaremos para, daqui em Diante, guardar viva a memória dos vossos benefícios, e obedecer sempre às vossas santas inspirações.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória.

Oh! Santos Anjos da Guarda, príncipes nobilíssimos da corte celestial; que respeito e veneração não nos devia inspirar a vossa contínua presença.
Nós vos ofendemos e contristamos todas as vezes que, pecando, vos constrangemos a ser testemunhas de nossas más ações.
Perdoai, ó Santos Anjos; nós nos propomos a nunca mais ofender as vossas puríssimas vistas, lembrando-nos de que estais continuamente ao nosso lado, para nos dirigir pela senda da virtude, e oferecer a Deus as nossas boas obras.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória.
Oh! Santos Anjos da Guarda, nossos protetores e defensores, que, apesar da nossa ingratidão e indignidade, nunca até agora nos abandonastes, antes sempre nos defendestes e amparastes, continuais, vo-lo pedimos, os vossos amorosos cuidados para conosco;
Preservai-nos de todo pecado e de toda desgraça; sede o nosso refúgio nos perigos, a nossa força nas tentações e nos trabalhos; guiai-nos no perigoso caminho desta vida, a fim de que nossas almas sejam salvas.
Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória.

Leituras Bíblicas para os Dias da novena:Primeiro Dia: Salmo 90
Segundo Dia: Ex. 23,20-21
Terceiro Dia: At 5,17-20
Quarto Dia: At 12,7
Quinto Dia: At 10,3-5
Sexto Dia: Salmo 33
Sétimo Dia: Ap 11,17-18 e 12,10b-12a
Oitavo Dia: Ap 8,3-4
Nono Dia: Lc 1,26-38

Oremos: Concedei-nos, Senhor, o auxílio de vossos Anjos e Exércitos Celestes, a fim de que, por eles, sejamos preservados dos ataques de Satanás, e, pelo Precioso Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo e pela intercessão da Santíssima Virgem Maria, Rainha dos Anjos, libertos de todos os perigos, possamos servir-vos em paz para sempre, por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.






Para marcar os dias:


23/09
24/09
25/09
26/09
27/09
28/09
29/09
30/09
01/10










 
_

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

1ª vez na Missa Tridentina?


Você é um neófito na Missa de sempre? Tem dúvidas sobre o que fazer e onde se situar na Missa? Tem receio de perguntar? 

Bem, em primeiro lugar saiba que qualquer padre terá o maior prazer em esclarecer suas dúvidas. Se você não sabe onde encontrar um padre, acesse o endereço do site da Fraternidade Sacerdotal São Pio X. Além de esclarecer suas dúvidas pessoalmente (contato), lá encontrará tudo o que vc precisa saber sobre a FSSPX, a crise da Igreja etc. Basta navegar pelo menu à esquerda. 

Se preferir um resuminho, pode encontrá-lo no blog Tradição Católica em Campo Grande, que o disponibiliza em seu menu superior (1ª vez na Missa Tridentina?). Foi feito tendo em vista as dificuldades encontradas no começo, pois as informações eram desencontradas ou esparsas, aqui e acolá, pela Net. 

Enjoy!
Mons. Lefebvre

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Stabat Mater Dolorosa

Stabat Mater Dolorosa

clique para ler

***

Coroa de Nossa Senhora das Dores


Coroa de Nossa Senhora das Dores

15 Setembro


A Coroa de Nossa Senhora das Dores teve início na Itália em 1617, por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria, assim como a Missa de Nossa Senhora das Dores, que hoje é celebrada em toda a Igreja no dia 15 de setembro. 

A Coroa é um dos frutos do carisma mariano da Ordem, cultivado desde 1233, ano de sua fundação.
 

A Coroa surgiu inicialmente como alimento da piedade mariana dos leigos reunidos em grupos chamados Ordem Terceira.
 

A Coroa das Dores teve sempre a aprovação dos Papas.


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Exaltação da Santa Cruz

FESTA DA EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ
14 de Setembro

Salve, salve Cruz santa,
salve, glória do mundo,
verdadeira esperança,
nosso gozo profundo.

Salvação nos perigos,
és da graça o sinal.
Dás a todos a vida,
doce lenho vital.

Santa Cruz adorável,
de onde a vida brotou,
nós, por ti redimidos,
te cantamos louvor.

Doce glória do mundo,
nos teus braços abertos
os escravos do lenho
são, no lenho, libertos.

Honra e glória a Deus Pai
pela Cruz de seu Filho,
que, no lenho elevado,
a vestiu com seu brilho.

Honra e glória ao Espírito,
da Trindade na luz.
E nos céus e na terra
brilhe a glória da Cruz.


TE DEUM (A VÓS, Ó DEUS, LOUVAMOS)

A vós, ó Deus, louvamos,
a vós, Senhor, cantamos.
A vós, Eterno Pai,
adora toda a terra.

A vós cantam os anjos,
os céus e seus poderes:
Sois Santo, Santo, Santo,
Senhor, Deus do universo!

Proclamam céus e terra
a vossa imensa glória.
A vós celebra o coro
glorioso dos Apóstolos,

Vos louva dos Profetas
a nobre multidão
e o luminoso exército
dos vossos santos Mártires.

A vós por toda a terra
proclama a Santa Igreja,
ó Pai onipotente,
de imensa majestade,

e adora juntamente
o vosso Filho único,
Deus vivo e verdadeiro,
e ao vosso Santo Espírito.

Ó Cristo, Rei da glória,
do Pai eterno Filho,
nascestes duma Virgem,
a fim de nos salvar.

Sofrendo vós a morte,
da morte triunfastes,
abrindo aos que têm fé
dos céus o reino eterno.

Sentastes à direita
de Deus, do Pai na glória.
Nós cremos que de novo
vireis como juiz.

 Portanto, vos pedimos:
salvai os vossos servos,
que vós, Senhor, remistes
com sangue precioso.

Fazei-nos ser contados,
Senhor, vos suplicamos,
em meio a vossos santos
na vossa eterna glória.

Salvai o vosso povo.
Senhor, abençoai-o.
Regei-nos e guardai-nos
até a vida eterna.

Senhor, em cada dia,
fiéis, vos bendizemos,
louvamos vosso nome
agora e pelos séculos.

Dignai-vos, neste dia,
guardar-nos do pecado.
Senhor, tende piedade
de nós, que a vós clamamos.

 Que desça sobre nós,
Senhor, a vossa graça,
porque em vós pusemos
a nossa confiança.

 Fazei que eu, para sempre,
não seja envergonhado:
Em vós, Senhor, confio,
sois vós minha esperança!



Oração: Ó Deus, que para salvar a todos dispusestes que o vosso Filho morresse na cruz, a nós, que conhecemos na terra este mistério, dai-nos colher no céu os frutos da redenção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


HINO


Eis o estandarte de um Rei crucificado,
Mistério de morte e de glória:
O Senhor do mundo
Expira sobre um patíbulo.

Dilacerado nas carnes,
Atrozmente pregado,
Imola-se o Filho de Deus,
Vítima pura do nosso resgate.

Golpe de lança cruel
Rasga o Teu coração; flui
Sangue e água: é a fonte
Que todo pecado lava.

Sangue real empurpurece
A esqualidez do lenho:
Resplandece a Cruz, e Cristo
Reina deste trono.

Salve, Cruz adorável!
Sobre este altar morre
A Vida, e morrendo devolve
Aos homens a vida.

Salve, Cruz adorável!
Única nossa esperança!
Concedes perdão aos culpados,
Acresces nos justos a graça.

Ó Trindade beata, único Deus,
A Ti se eleve o louvor;
Custodies nos séculos
Quem da Cruz renasceu. Amém.


Domingo de Ramos, Vésperas II
 
 _

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Ladainha do Santo Nome de Maria

Bendito seja o nome de Maria, virgem e mãe!
clique para ver mais imagens 

Senhor, tem piedade.
Senhor, tem piedade.
Cristo, tem piedade.
Cristo, tem piedade.
Senhor, tem piedade.
Senhor, tem piedade.
Filho de Maria, ouvi-nos.
Filho de Maria, ouvi-nos.
Celestial, de quem Maria é a Filha,
Tende piedade de nós.
Verbo eterno, de quem Maria é a Mãe,
Tende piedade de nós.
Espírito Santo, de quem Maria é o cônjuge,
Tende piedade de nós.
Trindade Divina, de quem Maria é a serva,
Tende piedade de nós.
Maria, Mãe do Deus Vivo, rogai por nós.
Maria, filha da Luz Eterna, rogai por nós.
Maria, nossa luz, rogai por nós.
Maria, nossa mãe, rogai por nós.
Maria, Flor de Jessé, rogai por nós.
Maria, a mais soberana rainha, rogai por nós.
Maria, a obra principal de Deus, rogai por nós.
Maria, a amada de Deus, rogai por nós.
Maria, Virgem Imaculada, rogai por nós.
Maria, toda formosa, rogai por nós.
Maria, a luz nas trevas, rogai por nós.
Maria, nossa certeza de esperança, rogai por nós.
Maria, a casa de Deus, rogai por nós.
Maria, santuário do Senhor, rogai por nós.
Maria, o altar da Divindade, rogai por nós.
Maria, Virgem Mãe, rogai por nós.
Maria, abraçando teu Deus Menino, rogai por nós.
Maria, repousando com a Sabedoria Eterna, rogai por nós.
Maria, oceano de amargura, rogai por nós.
Maria, Estrela do Mar, rogai por nós.
Maria, que sofres com o teu único filho, rogai por nós.
Maria, com o Coração Imaculado traspassado com uma espada de dor, rogai por nós.
Maria, com o Coração Imaculado com uma ferida cruel, rogai por nós.
Maria, cheia de tristeza até à morte, rogai por nós.
Maria, despojada de toda a consolação, rogai por nós.
Maria, submissa à lei de Deus, rogai por nós.
Maria, junto da cruz de Jesus, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora, rogai por nós.
Maria, Nossa Rainha, rogai por nós.
Maria, Rainha da glória, rogai por nós.
Maria, a glória da Igreja Triunfante, rogai por nós.
Maria, Rainha Santa, rogai por nós.
Maria, defensora da Igreja militante, rogai por nós.
Maria, Rainha da Misericórdia, rogai por nós.
Maria, consoladora da Igreja que sofre, rogai por nós.
Maria, exaltada acima dos anjos, rogai por nós.
Maria, coroada com doze estrelas, rogai por nós.
Maria, formosa como a lua, rogai por nós.
Maria, brilhante como o sol, rogai por nós.
Maria, que se distingue, acima de todas as mulheres, rogai por nós.
Maria, sentada à direita de Jesus, rogai por nós.
Maria, nossa esperança, rogai por nós.
Maria, nossa doçura, rogai por nós.
Maria, a glória de Jerusalém, rogai por nós.
Maria, a alegria de Israel, rogai por nós.
Maria, a honra do nosso povo, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Assunção, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora de Loreto, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora de Czestochowa, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Medalha Milagrosa, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora do Monte Carmelo, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora dos Anjos, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora das Dores, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Misericórdia, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora do Rosário, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Vitória, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora de La Trappe, rogai por nós.
Maria, Nossa Senhora da Divina Providência, rogai por nós.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, rogai por nós.
Perdoai-nos, ó Senhor Jesus.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
Atendei-nos, ó Senhor Jesus.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
Tende piedade de nós, ó Senhor Jesus.

Filho de Maria, ouvi-nos.
Filho de Maria, ouvi-nos.

V. eu anunciarei o teu nome a meus irmãos.
R. Eu te louvarei na assembleia dos fiéis.

Oremos: O Todo-Poderoso Deus, que vês os teus servos sinceramente desejosos de colocar-se sob a sombra do nome e proteção da Santíssima Virgem Maria, nós Vos suplicamos, que, por sua intercessão de caridade, podemos ser libertos de todos os males na terra, e pode chegar a alegria eterna no céu, através de Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém.


DEVOÇÕES E TEXTOS SOBRE A FESTA DO SANTÍSSIMO NOME DE MARIA


*

Os Salmos do Nome Santíssimo de Maria

OS 5 SALMOS DO SANTÍSSIMO NOME DE MARIA





A prática da recitação dos cinco salmos já era conhecida no século XII; por exemplo, era caríssima ao beato beneditino Ioscio, monge de Saint-Bertin, na Francia, grande devoto da Virgem, cuja morte, em 1163, é acompanhada por um milagre: de sua testa saem cinco letras de ouro formando justamente o Nome de Maria. A prática alcança a máxima difusão e popularidade depois que, em 1683, o Papa Inocêncio XI torna universal para toda a Igreja a festa do Nome de Maria. Em testemunho do valor atribuído à invocação do Nome de Maria, Dante Alighieri coloca na boca de Buonconte di Montefeltro, encontrado inesperadamente no Purgatório, estas palavras, que dão a razão de sua salvação[14]:


Quivi perdei la vista, e la parola

Nel nome di Maria finii, e quivi

Caddi[15].



A prática consiste em recitar os cinco salmos cujas letras iniciais correspondam às cinco letras de que se compõe o nome de Maria:



M: Magnificat (Luc. 46-55);

A: Ad Dominum cum tribularer clamavi (Sal. 119);

R: Retribue servo tuo (Sal. 118, 17-32);

I: Em convertendo (Sal. 125)

A: Ad te levavi animam meam (Sal. 122).



A recitação dos cinco salmos, com as antifonas respectivas foi indulgenciada pelo Pio VII[16] (1800-1823).



V. Ó Deus, vem e salva-me.

R. Senhor, vem logo em meu socorro.

Glória ao Pai... 

Ant. Maria o Teu Nome é a glória de todas as Igrejas, a ti grandes coisas fez o Onipotente, e santo é o Teu Nome.

A minha alma glorifica o Senhor *

E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.

Porque pôs os olhos na humildade da sua Serva: *

De hoje em diante me chamarão bem aventurada todas as gerações.

O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas: *

Santo é o seu nome.

A sua misericórdia se estende de geração em geração *

Sobre aqueles que o temem.

Manifestou o poder do seu braço *

E dispersou os soberbos.

Derrubou os poderosos de seus tronos *

E exaltou os humildes.

Aos famintos encheu de bens *

E aos ricos despediu de mãos vazias.

Acolheu a Israel, seu servo, *

Lembrado da sua misericórdia,

Como tinha prometido a nossos pais, *

A Abraão e à sua descendência para sempre

Glória ao Pai...

Ant. Maria o Teu Nome é a glória de todas as Igrejas, a ti grandes coisas fez o Onipotente, e santo é o Teu Nome.




Ant. Do oriente ao poente se deve louvar o Nome do Senhor e de Maria sua Mãe.

Na minha angústia clamei ao SENHOR e ele me respondeu.

Senhor, livrai minha vida dos lábios mentirosos, da língua traidora.

Que te deverei dar, como retribuir-te, língua traidora?

Flechas agudas de um guerreiro, com brasas de giesta.

Infeliz de mim! Sou estrangeiro em Mosoc, moro entre as tendas de Cedar.

Morei demais com gente que detesta a paz.

Eu sou pela paz, mas quando falo em paz, eles só querem guerra.

Glória ao Pai...

Ant. Do oriente ao poente se deve louvar o Nome do Senhor e de Maria sua Mãe.



Ant. Nas tribulações o Nome de Maria é o refugio para todos os que O invocam.

Sê bondoso com teu servo; faze que eu viva e observe tua palavra.

Abre-me os olhos para eu contemplar as maravilhas de tua lei.

Sou estrangeiro sobre a terra, não escondas de mim teus mandamentos.

Minha alma se consome desejando teus decretos o tempo todo.

Ameaçaste os orgulhosos: maldito quem se desvia dos teus preceitos.

Afasta de mim a vergonha e o desprezo porque observei teus testemunhos.

Reúnem-se os poderosos, me caluniam, mas teu servo medita teus estatutos.

Sim, teus testemunhos são minhas delícias meus conselheiros são teus estatutos.

Estou prostrado no chão; dá-me vida conforme tua palavra.

Eu te expus meus caminhos e me respondeste; ensina-me teus estatutos.

Faze-me conhecer o caminho dos teus preceitos e meditarei nos teus prodígios.

Ando curvado pela tristeza; levanta-me conforme tua palavra.

Mantém longe de mim o caminho da mentira, dá-me o dom da tua lei.

Escolhi o caminho da verdade, ponho ante meus olhos tuas normas.

Aderi a teus testemunhos, SENHOR, não permitas que eu seja confundido.

Correrei pelo caminho dos vossos mandamentos, quando dilatareis meu coração.

Glória ao Pai... 

Ant. Nas tribulações o Nome de Maria é o refugio para todos os que O invocam.



Ant. Admirável em toda a terra é o teu Nome, ó Maria.

Quando o SENHOR trouxe de volta os exilados de Sião, pensamos que era um sonho.

Então nossa boca transbordava de sorrisos e nossa língua cantava de alegria. 
Então se comentava entre os povos: “O SENHOR fez por eles maravilhas”.

Maravilhas o SENHOR fez por nós, encheu-nos de alegria.

Traze de volta, SENHOR, nossos exilados, como torrentes que correm no Negueb.

Quem semeia entre lágrimas colherá com alegria.

Quando vai, vai chorando, levando a semente para plantar; 
mas quando volta, volta alegre, trazendo seus feixes.

Glória ao Pai... 

Ant. Admirável em toda a terra é o teu Nome, ó Maria.

Ant. Os Céus anunciaram o nome de Maria e todos os povos viram a sua glória. 

A ti ergo os meu olhos, a ti que habitas nos céus.

Eis, como os olhos dos servos à mão dos senhores deles;

como os olhos da escrava à mão de sua senhora, 
assim os nossos olhos são voltados ao Senhor Nosso Deus, 
para que tenha piedade de nós.

Piedade de nós, Senhor, piedade de nós,
já muito nos escarneceram,
nós estamos cheios dos escárnios dos festeiros, do desprezao dos soberbos.

Glória ao Pai... 

Ant. Os Céus anunciaram o nome de Maria e todos os povos viram a sua glória.

V. Seja bendito o Nome da Virgem Maria.

R. Desde agora e nos séculos.

Oremos. Te rogamos, Deus Onipotente, para que os teus fieis, que se alegram pelo Nome e pela proteção da Santíssima Virgem Maria, graças à Sua piedosa intercessão, seja livrados de todos os males dobre a terra e mereçam alcanças as alegrias eternas no Céu. Por Cristo Nosso Senhor gnore. Assim seja. 

Se buscas o Céu, alma,

Invoque o nome de Maria;

A quem invoca Maria

Abre as portas do Céu.

Ao nome de Maria os celestes

Se alegram, treme o inferno;

O céu, a terra, o mar,

E todo o mundo exulta. 

O Senhor nos abençoe, nos preserve de todo mal e nos conduz à vida eterna. Amém.



Notas:
[14] N.Trª.: cfr. Emilio Campana, Maria no culto católico, vol. I, O culto de Maria em si e nas suas manifestações litúrgicas, Marietti, Torino-Roma 1933, pp. 240-241; e Rambaut Van Doren, voce Ioscio, in Bibliotheca sanctorum, Città Nuova, Roma 1966, vol. VII, col. 859.
[15] N.Trª.: “Da vista e fala ao ser desamparado, No suspiro final bradei — Maria! — E o corpo meu tombou, da alma deixado”. (Divina Comédia. Purgatório V, 100-102).
[16] N.Trª.: Wikipédia sobre o Papa Pio VII.

.