Marcadores

Pedido

"Aproveitemos o tempo para santificação nossa e dos nossos parentes e amigos. Solicitam orações, que estaremos rezando juntos, em união de orações aos Sagrados Corações."

Novidades!

Novembro: Mês das Almas do Purgatório: DIA 14

Mês das Almas do Purgatório – NOVEMBRO

MÊS DAS ALMAS DO PURGATÓRIO_CAPA

   

SOFRIMENTO DAS ALMAS DO PURGATÓRIO


DIA 14

2º sofrimento — Pena do dano
A pena mais terrível do Purgatório é certamente a pena do dano, isto é, a se­paração forçada de Deus ou uma força irresistível que a cada instante afasta brus­camente de Deus a alma que a todo mo­mento; por instinto de sua natureza, corre a se unir com ele.

Pode-se fazer uma ideia dela pelo su­plício de uma mãe que, chamada pelo filho prestes a ser devorado por uma fera, fosse retida por uma força invencível no momento em que se precipitasse em seu socorro, e isso não uma só vez, porém dez, cem vezes.

Há neste suplício, dizem os santos, uma angústia mais sensível, de certo modo, que a do inferno. Os míseros condenados não amam a Deus, seu desejo insaciável e sem­pre renascente é ver a Deus aniquilado.

Mas as santas almas do Purgatório amam ao Senhor, amam-no tanto quanto o conhe­cem, e porque o viram, compreenderam o amor que lhes tem, sentem quanto há sido bom para com elas, sabem quanto serão felizes perto dele e em sua união… e, todavia, estão detidas longe dele! nada podem, nada, para se lhe aproximarem! É uma sede sem fim, a qual nada é capaz de imitar. É uma fome sem limites, que não há nada que possa fartar: É um peso enorme que abafa, e do qual não é possí­vel desembaraçar-se.

Santa Teresa experimentou alguma coisa destas angustias misteriosas:

«Em vão, diz ela, tentaria eu explicar sua natureza. A alma, por vezes, sente um desejo irresistível de Deus que parece transportá-la a um deserto onde ela nada mais vê para poder descansar. Nenhuma consolação, nem do Céu, onde ainda não está, nem da terra a que já não pertence.»

«Ó Jesus, exclama a santa, quem po­deria fazer uma pintura fiel desse estado? É um martírio que a natureza custa a suportar; os ossos se separam e ficam como deslocados, as mãos tomam tal ri­gidez que se não podem juntar, e, até o seguinte dia, sente-se uma dor tão vio­lenta, como se todo o corpo estivesse desconjuntado; um só desejo nos consome: morrer! morrer! ir a Deus! — Esse esta­do, conclui a santa, é o das almas do Purgatório.»

Oh! vós que amastes tanto na terra e que tanto sofrestes com a morte daqueles que amáveis, vós a quem a separação ain­da tortura, escutai, escutai o grito dessas almas que chamam a Deus e que no di­zem: Vós no-lo podeis dar, oh dai-nos nosso Deus! fazei-nos dignos dele!    

MÊS DAS ALMAS DO PURGATÓRIO. Mons. Dr. José Basilio Pereira. 1943. Bahia. Editora Mensageiro da Fé Ltda. Imprimatur 1942. Editado, formatado e revisado por Carlos Alberto de França Rebouças Junior. Fortaleza, 27 de março de 2011. Fonte.

DIA ANTERIOR - PRÓXIMO DIA

PRIMEIRO DIA - ORAÇÕES PARA CADA DIA

ORAÇÕES FINAIS E OUTRAS DEVOÇÕES: aqui encontrará as seguinte orações:

  1. DIVERSAS INTENÇÕES
  2. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Terços das almas do Purgatório
  3. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: VIA-SACRA pelas almas do Purgatório
  4. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Súplicas pelas almas dos fiéis defuntos
  5. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Ofício das Benditas Almas do Purgatório
  6. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Ao Mês das Almas
  7. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Bendito Final
  8. DEVOÇÕES PELOS MORTOS: Hinos à Santíssima Virgem Pelos mortos

+
Informe aqui o seu email, para receber nossas publicações:


Delivered by FeedBurner.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ladainha de Nossa Senhora ou de Loreto

Orações Jaculatórias

Os benefícios de rezar pelas Almas do Purgatório

Mãe do Salvador, rogai por nós!

Mãe do Salvador, rogai por nós!
Clique e reze o Terço

Vale a pena ler

Vale a pena ver...