.



"Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém."

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Bater no peito ao rezar....

BATER NO PEITO


Há orações que nos pedem que batamos no peito em sinal de arrependimento ou penitência. Por exemplo, na Missa, no Confiteor, batemos três vezes no peito, dizendo: “mea culpa, mea culpa, mea máxima culpa”; ainda na Missa, no Agnus Dei, ao responder: “miserére nobis” e antes da Comunhão, quando dizemos: “Domine non sum dignus...”. Batemos no peito ainda quando, depois da Missa, na prece “Cor Sacratissimus”, dizemos mais uma vez: “Miserére nobis”. Mas não somente na Missa, também o fazemos quando rezamos as Ladainhas, que também têm uma parte em que dizemos: “Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo...”, e, ao respondermos, “Perdoai-nos, Senhor”, “Ouvi-nos, Senhor” e “Tende piedade de nós”. 

Às vezes, se tem a dúvida sobre como bater no peito, qual a intensidade da batida e se deve necessariamente se fazer algum barulho, gestos largos... 

A resposta é simples, basta observar o Sacerdote no altar. Ele é silencioso, não se ouve batida alguma. De fato, não há necessidade de gestos exagerados – como já vi alhures – porque rezar é um diálogo com Deus: o que deve haver é sinceridade e contrição. O que Deus quer é um coração contrito (Salmo 51,19; Daniel 3,39; Isaías 57,15 e 66,2; etc.). Batidas firmes, mas não barulhentas. Não é hora para teatralidades. 

Giulia d'Amore


Sempre que possível, fazei a caridade de rezar por este nosso apostolado católico. Agradecemos com nossas orações recíprocas.  

Informe aqui seu e-mail para receber as publicações do Thesaurus Precum: Delivered by FeedBurner

Pedido

"Aproveitemos o tempo para santificação nossa e dos nossos parentes e amigos. Solicitem orações, que estaremos rezando juntos, em união de orações aos Sagrados Corações."