.



"Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém."

Pesquisar neste blog

Calendário 2022

Calendário 2022
Compre o seu!

LEITOR - JUNTE-SE A NÓS!!!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Riquezas do Santo Rosário: a prática das virtudes

AVISO: Não se trata da meditação dos Mistérios DURANTE o terço diário, mas da PRÁTICA das virtudes inerentes a cada Mistério.


RIQUEZAS DO SANTO ROSÁRIO


Exercitar as virtudes é, por vezes, difícil, não sabemos nem por onde começar. E o Rosário nos dá um caminho, através das meditações dos três Mistérios e seguindo o esquema semanal do Terço:

Segundas e quintas-feiras:

1. Humildade: fazer serviços que nos humilham, comer o que não gostamos...
2. Caridade fraterna: ajudar os necessitados, ter paciência com os que nos irritam...
3. Desapego das coisas deste mundo: amar a pobreza, evitar os gastos supérfluos, esvaziar os armários, evitar a internet... 
4. Obediência e castidade: (1) obedecer aos pais, superiores, ao marido em tudo que não nos mandam pecar, sem discutir ou reclamar... (2) desligar ou se desfazer da TV, não acessar a internet...
5. Busca de Deus em todas as coisas, sabedoria: estudar a doutrina, contemplar a criação, meditar, rezar, falar com Deus...

Terças e sextas-feiras:

1. Compaixão: consolar NSJC no Tabernáculo (ou em casa mesmo), amar o inimigo, ser o bom samaritano...
2. Mortificação do corpo: jejum, abstinência, penitências...
3. Mortificação do orgulho: suportar os ofensas e humilhações... dominar os próprios defeitos: raiva, impaciência, inveja, preguiça...
4. Conformidade e resignação diante das tribulações: agradecer a Deus sempre, mesmo no sofrimento, não reclamar dos infortúnios, guardar silêncio sobre os próprios sofrimentos...
5. Perdoar o próximo e a nós mesmos: (1) perdoar como Deus perdoa, esquecendo o que nos fizeram, seguir em frente;  (2) não remoer o passado...

Quartas, sábados e Domingos:

1. Fé: estudo e meditação da doutrina.
2. Esperança e desejo do Céu: praticar devoções, cultivar a vida espiritual, esquecer o mundo... 
3. Verdadeira caridade: reafirmar as promessas do Batismo e coloca-las em prática. 
4. Preparação para a morte: estudar os Novíssimos, exame de consciência, confissão (se possível) ou contrição perfeita...
5. Piedade Mariana: propagação da devoção à SSª Virgem. 

Se procurar exercitar as virtudes desta forma, durante o ano, ao final dele terá avançado bastante na sua santificação. 

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Para o último dia do ano

Para ler, meditar e rezar diante de um Crucifixo. 



Para o último dia do Ano


Devemos aproveitar o tempo


Ecce breves anni transeunt, et semitam per qyuam non revertar ambulo – “Ve que passam os breves anos, e eu caminho por uma vereda pela qual não voltarei” (Jó 16, 23)

I. O tempo, sobre ser a coisa mais preciosa, porque é um tesouro que só neste mundo se acha, é ainda de mui curta duração. Ecce breves anni transeunt. Lembra-te de como se passaram depressa os doze meses do ano que hoje finda! – É, portanto, com razão que o Espírito Santo nos exorta a conservarmos o tempo, e não deixarmos se perder um só momento sem o aproveitarmos bem. Mas, ai de nós! Quão diversamente vão as coisas! Ó tempo desprezado! Tu serás a coisa que os mundanos desejarão mais na hora da morte, quando ouvirem dizer que para eles não haverá mais tempo: Tempus non erit amplius.

E tu, irmão meu, em que empregas o teu tempo? Deus te concedeu a graça de teres chegado até ao dia de hoje, com preferência a tantos milhares e milhões de pessoas, talvez da tua idade, ou mesmo mais novas, talvez fortes como tu ou ainda mais robustos, com a mesma compleição que tu, ou talvez mais sadias. Elas morreram, e tu estás vivo! Elas estão reduzidas à podridão e cinzas no túmulo, e tu estás aqui meditando! Elas na eternidade, e muitas infelizmente no inferno, e tu ainda no tempo! Mas como é que passas o tempo? Em que coisas o empregaste até hoje?

sábado, 23 de outubro de 2021

Oração para enviar o Anjo da Guarda para visitar o Santíssimo Sacramento

SOBRE VISITAR NOSSO SENHOR EM UMA IGREJA EM TEMPOS DE PANDEMIA E DE CRISE DA IGREJA

Quando não é possível ir até uma igreja, por qualquer motivo válido, inclusive a pandemia, ou quando não se tem certeza de que haja uma igreja por perto ou na cidade em que Nosso Senhor esteja, de fato, no Tabernáculo, tendo em vista o desastre pós-conciliar, um vez que a partir de 1972 houve mudanças nos Sacramentos e dificilmente podemos ter certeza que um padre modernista tenha sido validamente ordenado, ou, ainda que o seja, não tendo certeza de que a Transubstanciação se deu por outra falha relacionada às mudanças nos Sacramentos (forma, matéria...), podemos nos valer de um recurso que costumamos utilizar em relação às Missas. Lembram daquela oração com a qual enviamos nosso Anjo da Guarda para assistir à Missa e trazer uma gota do Precioso Sangue de NSJC para nós? Então, podemos fazer o mesmo em relação às visitações para fazer companhia a Nosso Senhor na solidão do Tabernáculo, onde Ele se escondeu por amor a nós e onde quer ser encontrado e visitado. O Amor morreu por nós, e nós não O visitamos? Não pode! 

Quando se reza em grupo, mudar de "eu" para "nós".  


Oração para enviar o Anjo da Guarda para visitarmos Nosso Senhor na Eucaristia 




Senhor Jesus, eu envio meu Santo Anjo da Guarda para Vos procurar em qualquer igreja deste mundo em que estejais sozinho no Tabernáculo aguardando a minha visita. Como eu não posso ir neste momento e porque quero muito Vos visitar e Vos fazer companhia, envio agora o meu Anjo da Guarda para Vos encontrar, enquanto eu, durante [dizer quanto tempo vai durar a visita] minutos, estarei aqui, em meu lar, em silêncio, meditando sobre o vosso amor por mim e sobre o vosso sacrifício, pois somente um amor incomensurável seria capaz de uma oblação tão grande. O Amor morreu sozinho na Cruz e sozinho está nos Tabernáculos onde quis morar por amor nosso. Quero Vos fazer companhia para Vos consolar um pouquinho e Vos mostrar o meu amor e a minha gratidão. Nada Vos peço hoje, apenas quero estar conVosco nestes poucos minutos. Pretendo visitar-Vos todos os dias [ou toda semana (dizer o dia da semana)], meu amado Jesus, ainda que seja por poucos minutos. Aceitai, Vos suplico, minha companhia e meu amor pequenino. Amém. 

Virgem Santíssima, Mãe do meu Senhor e Salvador, Corredentora do Gênero Humano, Medianeira de todas as graças, ajudai-me a fazer companhia a Vosso amantíssimo Filho. Amém.  


Placet: Rev. Pe. Ernesto Cardozo 26/05/2021


sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Bater no peito ao rezar....

BATER NO PEITO


Há orações que nos pedem que batamos no peito em sinal de arrependimento ou penitência. Por exemplo, na Missa, no Confiteor, batemos três vezes no peito, dizendo: “mea culpa, mea culpa, mea máxima culpa”; ainda na Missa, no Agnus Dei, ao responder: “miserére nobis” e antes da Comunhão, quando dizemos: “Domine non sum dignus...”. Batemos no peito ainda quando, depois da Missa, na prece “Cor Sacratissimus”, dizemos mais uma vez: “Miserére nobis”. Mas não somente na Missa, também o fazemos quando rezamos as Ladainhas, que também têm uma parte em que dizemos: “Cordeiro de Deus que tirais os pecados do mundo...”, e, ao respondermos, “Perdoai-nos, Senhor”, “Ouvi-nos, Senhor” e “Tende piedade de nós”. 

Às vezes, se tem a dúvida sobre como bater no peito, qual a intensidade da batida e se deve necessariamente se fazer algum barulho, gestos largos... 

A resposta é simples, basta observar o Sacerdote no altar. Ele é silencioso, não se ouve batida alguma. De fato, não há necessidade de gestos exagerados – como já vi alhures – porque rezar é um diálogo com Deus: o que deve haver é sinceridade e contrição. O que Deus quer é um coração contrito (Salmo 51,19; Daniel 3,39; Isaías 57,15 e 66,2; etc.). Batidas firmes, mas não barulhentas. Não é hora para teatralidades. 

Giulia d'Amore

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Oração breve a Santa Filomena

clique para ver mais imagens

Oração breve a Santa Filomena


Gloriosa Virgem e Mártir Santa Filomena, que do céu, onde reinais, vos comprazeis em fazer cair sobre a terra benefícios sem conta, de todo o coração bendigo ao Senhor pelas graças que vos concedeu durante a vida e sobretudo na hora da vossa morte.

Louvo-O e bendigo-O também pela honra do poder de que Ele hoje vos coroa e, neste instante humildemente imploro que me obtenhais de Deus as graças (pedido) que lhe peço neste momento por vossa poderosa intercessão. Assim seja.

Pedido

"Aproveitemos o tempo para santificação nossa e dos nossos parentes e amigos. Solicitem orações, que estaremos rezando juntos, em união de orações aos Sagrados Corações."