Informação

Este blog tem a modesta pretensão de divulgar somente orações CATÓLICAS, conforme a Santa Tradição da Igreja. Pedimos a caridade de nos informar eventual erro de digitação e/ou tradução, ou link quebrado (vejam o formulário no menu lateral). Gratos.

Pedido

"Aproveitemos o tempo para santificação nossa e dos nossos parentes e amigos. Solicitam orações, que estaremos rezando juntos, em união de orações aos Sagrados Corações."

.


"Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém."

sábado, 10 de agosto de 2013

10 de agosto: Hino a São Lourenço

São Lourenço sofreu o martírio durante a perseguição de Valeriano, em 258. Era o primeiro dos sete diáconos da Igreja romana. Sua função era muito importante e o fazia, depois do papa, o primeiro responsável pelas coisas da Igreja. Como diácono, São Lourenço tinha o encargo de assistir o papa nas celebrações e administrava os bens da Igreja, dirigia a construção dos cemitérios, olhava pelos necessitados, pelos órfãos e viúvas. Foi executado quatro dias depois da morte de Sisto II e de seus companheiros. Preso, foi intimado a comparecer diante do prefeito Cornelius Saecularis, a fim de prestar contas dos bens e das riquezas que a Igreja possuía. Pediu, então, um prazo para fazê-lo, dizendo que tudo entregaria. Confessou que a Igreja era muito rica e sua riqueza ultrapassava a do Imperador. Foram-lhe concedidos três dias. São Lourenço reuniu os cegos, os coxos, os aleijados, toda sorte de enfermos, crianças e velhos. Anotou-lhes os nomes e os repassou à autoridade.

Indignado, o governador condenou-o a um suplício especialmente cruel: amarrado sobre uma grelha, foi assado vivo e lentamente; em meio aos tormentos mais atrozes, ele conservou o seu "bom humor cristão", dizendo ao carrasco: Vira-me, que deste lado já está bem assado... Agora está bom, está bem assado... Podes comer!". O seu culto remonta ao séc. IV, sendo festejado a 10 de agosto.

O hino seguinte, composto por Santo Ambrósio (338-397), relatando a biografia do mártir Lourenço, faz parte de sua famosa Hinologia (canto ambrosiano), nascida a partir de 386. A hinologia ambrosiana alterna a recitação de um Salmo bíblico com o canto de um hino relacionado com a festividade do dia, a comemoração de um mártir etc.

Vide sobre São Lourenço aqui: http://farfalline.blogspot.com/2015/08/sao-lourenco-martir.html

Hino a São Lourenço - de Santo Ambrósio


Lourenço, o arcediago
quase um apóstolo,
imortalizado pela fé romana
com a coroa própria dos mártires.

Enquanto seguia o mártir Sisto,
um responso profético dele obteve:
"Cessa, filho, de afligir-te:
me seguirás daqui a três dias".

Não sentiu o temor do suplício
o designado herdeiro daquele sangue
que com o olhar piedoso contempla
o destino que logo será seu.

Já naquele mártir
o sucessor legítimo celebra
o triunfo de mártir, na posse como está
de um empenho marcado pela voz e pelo sangue.

Impõem-lhe de entregar em três dias
os tesouros eclesiais;
docilmente promete, não recusa,
acrescentando uma zombaria à vitória.
Que esplêndido espetáculo!
Reúne filas de pobres e exclama,
indicando aqueles míseros:
"Eis as riquezas da Igreja!".
Verdadeiras e perenes riquezas
são dos fiéis os pobres;
zombado o avaro se impacienta:
a vingança e as chamas apresta.
Queima-se por si o carnífice
e foge de suas próprias chamas:
"Virem-me", pede o mártir,
e ordena: "se está cozido, comam".


FONTE: http://patristicabrasil.blogspot.com.br/2008/02/santo-ambrsio-337-397.html  
+
Informe aqui o seu email, para receber nossas publicações:


Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.

.